A + Pesquisar no site A -

Portugal: Cientistas obrigam células cancerosas a suicidarem-se

Uma das doenças que mais assombram a população Mundial é o Cancro.  Esta doença que se caracteriza por uma proliferação anormal das células, atingi uma grande parte da população mundial.

As boas notícias chegam-nos pelas mãos de cientistas portugueses, que desenvolveram uma estratégia que ‘obriga’ as células cancerosas a suicidarem-se, evitando a sua multiplicação e agravamento da doença.

O grupo de cientistas, coordenado por Helder Maiato, de 36 anos, do Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC) da Universidade do Porto, utilizaram a primeira linha de células tumorais isolada, do ano de 1951, oriunda de um cancro do colo do útero. Estas são células bastante utilizadas em laboratório, como um modelo, uma vez que possuem características imortais. A partir destas células, os cientistas portugueses fizeram várias experiências, registadas em microscópio, e conseguiram interferir nesse processo de divisão das células, isto é, evitar que as células de propaguem, através do seu suicídio.

Relativamente às implicações que estas descobertas podem ter no futuro, o cientista português afirma que “Deste resultado saiu uma potencial nova terapia. Pode ser feita uma pequena modificação nesta proteína em laboratório e, ao introduzir a proteína nas células certas – neste caso, nos tumores –, poderemos impedir que se dividam […]

Uma descoberta que pode vir a alterar toda a forma como encaramos o Cancro!

http://pplware.sapo.pt/pessoal/ciencia_saude/ 

Imagens

Um lar, um idoso, uma dependência, a familia.  Somos a Solução