A + Pesquisar no site A -

Gene associado à obesidade e diabetes tipo 2 foi identificado

Uma equipa internacional de investigadores identificou um novo gene que desempenha um papel importante na obesidade e resistência à insulina, uma condição que aumenta o risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2 e doença cardíaca, refere um estudo publicado na “Nature Medicine”.

Os autores do estudo referem que a obesidade ocorre quando os processos que regulam a absorção de alimentos ou a produção de energia são afetados, sendo a homeostasia deslocada para um armazenamento de gordura excessiva.

Por outro lado, a resistência à insulina é um fator de risco da diabetes tipo 2 e outros problemas cardíacos. Esta resistência é desenvolvida quando o organismo utiliza insulina, que e necessária para controlar a quantidade de glucose no organismo, de uma forma menos eficaz. Este processo aumenta os níveis de glucose e gordura no sangue. Os investigadores também referem que existem genes específicos que aumentam a suscetibilidade ao desenvolvimento da resistência à insulina e diabetes.

Neste estudo, os investigadores constataram que os ratinhos que não expressam o gene TRIP-Br2 deixavam de ficar obesos e de desenvolver resistência à insulina. Este gene está envolvido na regulação do armazenamento de gordura e dispêndio de energia.

Quando os investigadores analisaram as células responsáveis pelo armazenamento de gordura, os adipócitos, descobriram elevados níveis de dispêndio energético e de lipólise, um processo que envolve a degradação de gorduras para a produção de energia.

Estudo publicado na “Nature Medicine”

Imagens

Um lar, um idoso, uma dependência, a familia.  Somos a Solução