A + Pesquisar no site A -

Saúde aconselha comida económica

A Direção-Geral da Saúde (DGS) emitiu dez recomendações de alimentação "simples" e "económica" para que os portugueses enfrentem o ano de 2013 com saúde.

Depois de propor no seu site 14 receitas para refeições muito económicas, com um custo que varia entre os 2,78 € e os 7,18 € para quatro doses, com alimentos recomendados como sopa, produtos hortícolas, pescado congelado, ovos e fruta, chegou agora a vez de a DGS destacar a água como a principal bebida, a acompanhar as refeições e também fora delas.

A Direção-Geral da Saúde, recomenda que se comecem as refeições principais com uma sopa de hortícolas, que em alguns casos se pode transformar na refeição principal com a adição de leguminosas (feijão, grão, ervilhas), carne ou peixe.

O pão de qualidade deve ser escolhido para as pequenas refeições, a acompanhar o almoço ou o jantar. De preferência de mistura, que é "fonte importante de energia, vitaminas e fibra". Ao contrário das bolachas, croissants e outros produtos de pastelaria, o pão possui valores reduzidos ou nulos de gordura e açúcar, o que deveria fazer dele o alimento central das pequenas refeições ao longo do dia.

Em tempos de crise não se deve esquecer ainda de incluir o leite e os laticínios no pequeno-almoço e no lanche.

Investir nas capacidades culinárias e preparar refeições saborosas e nutricionalmente equilibradas também dá bons resultados na saúde e na carteira.

Levar fruta quando se sai de casa e fazer compras de proximidade, que também ajuda os produtores locais, são outras recomendações da Direção-Geral de Saúde, que apela ainda ao exercício físico, para uma melhor saúde.

Imagens

Um lar, um idoso, uma dependência, a familia.  Somos a Solução