A + Pesquisar no site A -

Mente ativa e digital após os 65 anos

Mente ativa Os idosos mostram que a idade não deve ser limite para continuar aprender.

Aceder às redes sociais, conversar com familiares por meio de softwares de comunicação e divertimento com jogos online. Engana-se quem pensa que estas são situações típicas somente de jovens e adultos.

Atualmente, o número de idosos ativos é crescente e não se resume somente à prática de atividades físicas. A busca pelo conhecimento e a inclusão digital também passaram a fazer parte da vida da população acima dos 65 anos.

Uma das razões que pode explicar essa mudança de comportamento é o avanço do envelhecimento da população, a expectativa de vida tem vindo a aumentar.

Este envelhecimento populacional vem acompanhado da grande disseminação das tecnologias em todos os espaços da sociedade e o ensino da informática pode contribuir para o desenvolvimento de uma velhice mais saudável.

Foi com este pensamento que têm surgido, entre outras, as Universidades Seniores, com formações para aprender a lidar com as ferramentas do computador.

O ritmo de aprendizagem é um pouco mais lento e a quantidade de recursos que o computador e a internet oferecem podem até assustar um pouco, mas também servem de incentivo para superar os supostos desafios impostos pela idade.

A socialização é outro ponto importante nestes grupos, existe a troca de experiências, de apoio e o desenvolvimento de amizades. 

Um lar, um idoso, uma dependência, a familia.  Somos a Solução