A + Pesquisar no site A -

Tabaco, hipertensão e diabetes aumentam risco de demência

DemênciaO controlo da diabetes e da pressão arterial elevada, bem como medidas para encorajar a cessação tabágica e a diminuição do risco cardiovascular podem reduzir o risco de demência, mesmo em idade avançada, defende o relatório mundial sobre a Alzheimer 2014.

O relatório, realizado por uma equipa de investigadores liderados por Martin Prince do King's College London, no Reino Unido, constatou que a diabetes pode aumentar o risco de demência em 50%. A obesidade e a falta de atividade física são fatores de risco importantes para a diabetes e hipertensão, devendo como tal ser controlados.

O documento refere que a cessação tabágica está fortemente associada a uma redução do risco de demência. Os investigadores constataram também que os indivíduos com melhores oportunidades de educação também apresentavam um menor risco de demência em idade avançada.

O relatório sugere que quem entra na terceira idade com o cérebro mais desenvolvido e saudável têm uma maior probabilidade de viver mais anos, feliz, mais independente, e com um risco reduzido de desenvolver demência. A promoção da saúde do cérebro é importante ao longo de toda a vida, mas é essencial na meia-idade uma vez que as alterações cerebrais podem ter início décadas antes de aparecerem os sintomas.

Adotar um estilo de vida saudável é um passo importante na prevenção de várias doenças a longo prazo, incluindo cancro, doença cardíaca, acidente vascular cerebral e diabetes.

Imagens

Um lar, um idoso, uma dependência, a familia.  Somos a Solução