A + Pesquisar no site A -

Hipertensão pode ter impacto no cérebro anos mais tarde

HipertensãoTer hipertensão durante a meia-idade pode ter impacto negativo a nível cognitivo no futuro das pessoas, revela um estudo levado a cabo por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Boston, nos EUA.

Com a esperança média de vida a aumentar, as pessoas com 80 ou mais anos são atualmente o grupo demográfico em maior crescimento em todo o mundo.

Vários estudos demonstraram que a presença de fatores de risco para doença cardiovascular na meia-idade está associada a um risco acrescido de demência, mas nenhum havia ainda estudado os impactos dos fatores de risco cardiovasculares no surgimento precoce de problemas cognitivos anos mais tarde.

Para esta investigação foram utilizados dados do “Framingham Heart Study” (FHS). Os cientistas tiveram a colaboração de 378 participantes deste estudo a quem foi medida a pressão arterial quando tinham entre 50 a 60 anos de idade. Além disso, foi ainda avaliado o seu desempenho cognitivo 30 anos mais tarde.

Os dados do estudo revelaram que indivíduos com hipertensão durante a meia-idade apresentaram resultados mais fracos nos testes de atenção e nos testes de avaliação da função executiva anos mais tarde.

Segundo os investigadores, se a pressão arterial não se encontrar num nível considerado normal quando um indivíduo é mais novo, este deverá falar com o seu médico para elaborar um plano de redução e manutenção da pressão arterial, o que pode incluir exercício físico, perda de peso e medicação.

Um lar, um idoso, uma dependência, a familia.  Somos a Solução