A + Pesquisar no site A -

Cancro: identificadas causas não genéticas

EstudoO cancro pode ser causado por um mero desequilíbrio proteico dentro das células. Um estudo realizado em células do cancro do ovário é um grande avanço, na medida em que as aberrações genéticas têm sido vistas como a principal causa da maioria dos cancros.

A investigação levada a cabo pelos cientistas da Universidade de Leeds, no Reino Unido, e da Universidade do Texas, nos EUA, demonstra que o desequilíbrio proteico é uma ferramenta de diagnóstico importante, indicando se os pacientes vão ou não responder à quimioterapia e se é provável o tumor disseminar-se para outras partes do organismo.

No estudo os investigadores focaram-se na via Akt, uma via de sinalização presente nas células e que impulsiona a formação e a disseminação do cancro. Em condições normais, a célula recebe sinais externos através de um recetor denominado FGFR2. Como resultado deste estímulo, o recetor é ativado dentro da célula, o que leva ao recrutamento de proteínas sinalizadoras e à ativação da via Akt, responsável pela proliferação da célula.

Ao analisarem células cancerígenas isoladas sem estimulação externa, os cientistas verificaram que a via Akt poderia ser ativa sem modificações genéticas. Verificou-se que as proteínas Plcγ1 e Grb2 competem pela ligação ao FGFR2, e que a concentração relativa destas proteínas dita qual se vau ligar. Quando é a Plcγ1 que prevalece, a via Akt é ativada, conduzindo a um desequilíbrio, à proliferação celular e formação do cancro.

O estudo também analisou se o desequilíbrio entre a Grb2 e a Plcγ1 era capaz de prever a evolução do cancro de ovário. Após terem medido os níveis de proteínas em tecidos de pacientes e terem realizado a posterior análise numa base de dados de informação clínica, os investigadores verificaram que níveis elevados de Grb2 relativamente ao Plcγ1 e FGFR2 estavam associados a um prognóstico significativamente mais favorável do que no caso de pacientes com níveis elevados de Plcγ1.

Imagens

Um lar, um idoso, uma dependência, a familia.  Somos a Solução