A + Pesquisar no site A -

Músicos vão animar doentes em cuidados paliativos

Notícia cuidados paliativosVinte dois músicos vão percorrer várias unidades hospitalares que prestam cuidados paliativos, em Portugal, a fim de melhorarem a qualidade de vida destes doentes com concertos ao vivo. A iniciativa vai ser formalizada num protocolo que será assinado dia 22 deste mês, em Castelo Branco. 

A Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos está neste momento a fazer a identificação das Unidades de Cuidados Paliativos que gostariam de receber os músicos da Associação Portuguesa de Música nos Hospitais para dar início à implementação do projeto.  

Os 22 músicos da associação vão assim ajudar a proporcionar momentos musicais aos doentes que estão internados, na fase final da sua vida, “usando a música para reforçar a melhoria da sua qualidade de vida”, explica Manuel Luís Capelas, presidente da APCP, em comunicado enviado ao Boas Notícias.

"Esta é uma forma de intervenção, que ajuda a aumentar o bem-estar de todos. Através da música conseguimos ajudar doentes, familiares e, até mesmo os profissionais de saúde, tantas vezes expostos a situações de stress”, afirma por seu lado Ana Paula Góis, vice-presidente da APMHIS.

O protocolo será assinado entre as duas entidades no dia 20 de Março, pelas 14h30, na sessão de abertura das I Jornadas de Investigação em Cuidados Paliativos, que se realizam em Castelo Branco.

A Associação Portuguesa de Música nos Hospitais foi constituída em Abril de 2006 pela Dra. Ana Jorge, com o objetivo de fazer intervenções musicais em contexto social, comunitário e de saúde. A associação conta com uma equipa de 22 músicos intervenientes e já marcou presença em 11 instituições hospitalares.

Um lar, um idoso, uma dependência, a familia.  Somos a Solução