A + Pesquisar no site A -

Apresentação

O processo natural de envelhecimento traz consigo algumas preocupações e certas necessidades muito particulares e específicas, com as quais todos nós, mais cedo ou mais tarde, teremos que conviver.

Para nos ajudar neste processo, muitas vezes assustador e até traumático, torna-se muito útil e até imperioso contarmos com a ajuda de alguém que realmente possua os conhecimentos e os meios indispensáveis à manutenção de uma certa qualidade de vida quando a velhice nos bate à porta.

Foi com esta ideia em mente que quatro jovens médicos decidiram juntar os seus esforços e avançar com um projeto na área de apoio ao idoso e às pessoas com necessidades especiais. “Este projeto surge daquilo que era a nossa vontade enquanto médicos e como fruto do nosso conhecimento profissional que nos fez acreditar que éramos capazes de propiciar qualidade de vida e autonomia às pessoas deste concelho durante o seu processo natural de envelhecimento e patológico da doença”, conforme começou por explicar Pedro Carneiro, um dos responsáveis deste novo espaço.

HUMANIZAR A VELHICE

A Miminho aos Avós, centro geriátrico, é uma rede Nacional de resposta social nas comunidades onde está inserida, surgindo agora em Vila Nova de Gaia, pelas mãos de Cátia Macedo, Vânia Barros, Pedro Carneiro e Nuno Correia.

Este novo espaço, situado em pleno coração da cidade e da freguesia de Mafamude, mesmo em frente ao auditório da paróquia desta freguesia, visa proporcionar à população mais idosa e às suas famílias uma série de artigos e serviços que vão desde a assistência integrada, eficiente e humana, na área da saúde, incluindo várias especialidades médicas, de enfermagem, fisioterapia, terapêuticas não convencionais, entre muitas outras valências.

“Relativamente aos serviços que prestamos e perante a demais oferta existente no mercado, a nossa mais-valia prende-se com a própria filosofia que implementamos, pois não nos limitamos a vender um pacote de serviços a um idoso ou a uma pessoa com limitações. Nós somos um centro de recursos e aquilo que fazemos é uma consulta ao domicílio, através da qual procedemos à avaliação das necessidades dos utentes no seu ambiente familiar. Avaliamos a sua condição física, o seu estado de saúde, o seu contexto familiar e, posteriormente, definimos um plano que visa colmatar todas as suas necessidades, não só do ponto de vista da higiene, mas também do ponto de vista psicológico, das ajudas técnicas e clínicas, como também da própria saúde e até, eventualmente, do ponto de vista moral e religioso, se assim o pretenderem. Ou seja, nós não vendemos um serviço predefinido, nós oferecemos a possibilidade de adaptar um serviço às necessidades daquela pessoa”, explica Pedro Carneiro.

CONFIANÇA E PRESENÇA ASSÍDUA

A inauguração deste espaço, agora ao serviço de todos os gaienses, aconteceu no passado dia 30 de maio e contou com a presença de inúmeras pessoas amigas, clientes, e representantes institucionais, nomeadamente da câmara municipal, através do seu vereador Manuel Monteiro que enalteceu o surgimento de novos projetos na área social no concelho.

No final, Pedro Carneiro, salientou ainda que “é nossa vontade trazer confiança às pessoas que estão a envelhecer, porque o envelhecimento causa muito medo, é assustador, e nós queremos estar aqui quando as pessoas sentirem esse temor, saberem que podem contar connosco para qualquer eventualidade e que estaremos cá para os ajudar a ultrapassar fases mais difíceis e a recuperar a sua autonomia”.

Um lar, um idoso, uma dependência, a familia.  Somos a Solução